Compartilhar

A cultura do hype está em todos os lugares. E é no futebol que as novidades dessa linha estão começando a se tornar icônicas para essa geração. Nos últimos anos cresceram o número de colaborações das gigantes esportivas com designers e marcas famosas da cultura do hype. Afinal convenhamos: estava demorando para o futebol ocupar lugar de destaque na moda esportiva e streetwear, e o hype é a mola propulsora para isso.

“O mais interessante no vocabulário e na história do futebol é que, esteticamente, ele tem sua própria identidade.” Virgil Abloh.

O futebol, hoje mais do que nunca, é moda. O mais recente exemplo dessa afirmação foi a “bombada” coleção da seleção da Nigéria para a Copa do Mundo de 2018. Assim que algumas imagens vazaram na internet, foram prontamente compartilhada por blogueiros nas redes sociais, e ao chegar no Twitter foi um alvoroço. Em pouco tempo as peças já eram objeto de desejo do ávido público da cultura hype. A Nike aproveitou a onda e avisou que as peças estavam SOLD OUT antes mesmo do lançamento oficial, o que tirou do sério os consumidores e até mesmo alguns analistas acostumados com esses efeitos. O resultado disso foi o desejo criado sobre a coleção e seu design inovador, que destacou os Super Eagles no maior evento esportivo do mundo, e a ponto da Nike recentemente divulgar que um restock da coleção seria disponibilizado, vejam só, um ano após seu lançamento para o mundial de 2018.

Ainda na Copa do Mundo do ano passado, que tal olhar para o grande destaque da competição, o francês Kylian Mbappé? O menino de 19 anos é um hypebeast. Coleciona sneakers, posa para fotos com as últimas peças das marcas famosas… Ou seja, se torna um outdoor para as empresas interessadas. A força da cultura do hype no futebol efetivamente mudou o paradigma do marketing pessoal e profissional de todo o universo do esporte.

Mbappé foi presenteado por Virgil Abloh, antes da Copa do Mundo, com uma colaboração da Off-White com a Nike: a Mercurial 360. Laranja, com as clássicas aspas entre as palavras em branco na fonte da marca, a chuteira selava uma nova fase no marketing do futebol. O clube pelo qual o atleta joga, o Paris Saint German, desfilou em seguida com as camisas pretas da Air Jordan que também levou os aficionados à loucura. Mais recentemente no jogo 6 da final da NBA apareceu usando o até então inédito Air Force X Off White “MCA”.

E o que temos de novo para a próxima temporada (2019/2020) é bem interessante. A Nike continua apostando na tendência dos uniformes da Nigéria com a nova camisa da AS Roma. Inspirada em Júpiter, o deus dos céus na mitologia romana, a frente estampa um raio com as cores tradicionais do clube. O design aposta em uma leitura moderna e que pode ser um acessório de moda, além de um uniforme de jogo. 

A parceria PSG x Jumpman continua e lança sua nova camisa “infrared” seguindo uma tendência que a Nike vem apostando com cores neon, como no uniforme da Internazionale de Milão. Todas as camisas já  bombaram em postagens de perfis de hype nas redes sociais e são objeto de desejo dos colecionadores e também dos hypebeasts.

Além da Off-White, também assinaram coleções e collabs para o esporte, Kim Jones, Palace, Kith e Bape. As principais marcas ligadas ao hype estão cada vez mais atentas ao futebol, e enxergam que ainda existe muito a ser explorado. O marketing no futebol está mudando e não mais focando nos atletas em si, como no caso de Cristiano Ronaldo e os penteados de Beckham. O estilo de jovens jogadores como Mbappé, Neymar e Pogba são, literalmente, a bola da vez.

Compartilhar

Comentários

3 Comentários

Seu endereço de email não será publicado

Posts Relacionados