Compartilhar

Filme bom é aquele que rende assunto por muito tempo. Lançado no dia 10 de janeiro deste ano, “Homem-Aranha no Aranhaverso” é um bom exemplo de obra que pode ser discutida sob diversas perspectivas atemporais.

Cartaz do filme Homem-Aranha no Aranhaverso

Muito além da grande aposta de reinvenção de um personagem tão icônico como Peter Parker, a animação dirigida por Bob Persichetti, Peter Ramsey e Rodney Rothman trabalhou detalhes que deram o que falar no universo dos hypebeasts.

O exemplo claro disso é o tênis usado por Miles Morales, jovem protagonista do longa. Estamos falando do icônico Nike Air Jordan 1 “Chicago” que Miles não tirou dos pés – nem mesmo para vestir os trajes de herói.

Exemplar do Nike Air Jordan 1 “Chicago”

Lançado em 1985, o Air Jordan 1 foi um verdadeiro divisor de águas da indústria de calçados e do marketing esportivo daquela época. A colorway batizada de “Chicago” mescla o branco, vermelho e preto, combinação usada por Michael Jordan nas quadras pela NBA.

Michael Jordan em 1985 calçando o Jordan 1 “Chicago”

Mesmo após 34 anos, a colorway é considerada uma das mais clássicas e desejadas do modelo até então, a prova disso é o seu preço máximo ultrapassar a barreira dos nove mil dólares nos sites de revenda.

O que aproxima Miles de Jordan – o outro “herói” responsável pelo hype do tênis em questão – é o Brooklyn. Tanto Miles quando Jordan são negros que nasceram em uma região pobre e carente de oportunidades, botaram pra quebrar e mostraram ao mundo – real e fictício – que heróis não são apenas personagens das telas!

O cuidado na escolha do figurino do personagem mostrou a intenção dos diretores em aproximar cada vez mais os “mundos” da moda e do cinema, tudo isso para fazer com que você, caríssimo leitor, se identificasse com o herói que estava ali.

Por João Gabriel Batista

Compartilhar

Comentários

Seu endereço de email não será publicado

Posts Relacionados