Compartilhar

A pouco mais de um mês atrás, fiz um post que tratava do poder inesgotável do Air Jordan 1. Um sneaker que pode-se dizer é o culpado por toda a criação e evolução da cultura Sneakerhead no mundo.

Essa tal poder se fez presente novamente no último dia 21 de Junho, data do lançamento de um tal Air Jordan SB “LA to CHICAGO”.

Air Jordan SB “LA to CHICAGO”.

Um drop aparentemente normal, distribuição em muitas lojas físicas e on line (em número mais do que o normal), no site da Nike como de costume. O preço também era o padrão R$ 699,99, justo para um Air Jordan, pode-se dizer de edição especial. Vale lembrar que ele faz parte de um pack que teve o Air Jordan SB “NY to PARIS” lançado cerca de um mês antes, tendo as mesmas características de preço, venda e distribuição.

Air Jordan SB “NY to PARIS”.

No caso do AJ NY to PARIS o processo foi normal. O lançamento se esgotou rapidamente e logo já víamos a revenda se movimentando, no começo com preços maiores, mas ao longo da semana caindo, até que se estabilizou, custando em média para um par “DeadStock” entre R$ 900,00 a R$ 1.000,00.

Em compensação, o seu amigo LA to CHICAGO seguia a cartilha dos drops de exclusivos até a hora do SOLD OUT. Foi aí que a o BUM aconteceu. O preço da revenda já começou alto, cerca de R$ 1.500,00 (quase o duas vezes e meia o retail) e muita gente já comprou de cara. A bolsa de valores Sneakerhead estava a todo vapor. Os resellers de olho nos preços da StockX e vendo que um par podia ser vendido por até U$ 700 dólares iniciaram um movimento pouco comum, eles começaram a comprar para revender na gringa. Então foi aí que o bicho pegou! Moral da história: hoje o preço de revenda de um AJ LA to CHICAGO, size 8.5 por exemplo, está na casa dos R$ 2.500,00! OMG

Mas o que levou a tudo isso? Uma resposta é comum: a colorway OG. Sim, a colorway CHICAGO que é uma das mais desejadas é a razão para que um tênis normal se tornasse um fenômeno. Já vimos isso, acho que numa velocidade diferente, mas podemos citar o Shattered Backboard de 2015, e olha que nem se tratava de uma cor OG.

Dois fenômenos juntos. Michael Jordan e seu AJ 1 Chicago.

Então é isso meus caros amigos Sneakerheads, sim podemos dizer que o Air Jordan 1 é sem dúvida o maior gerador de hype de todos os tempos. Não tem para ninguém. Um modelo de 32 anos de idade que consegue fazer um barulho desses no mercado com apenas com lançamento de uma edição que traz uma cor original (que para ser destacada é preciso que a cor principal do tênis seja DESTRUÍDA) é um fenômeno.

Não vai parar por aqui. Já tem informação rolando que esse ano teremos uma edição fiel a original do Air Jordan 1 BRED. E dá-lhe hype.

@mrsneakerheadbh

Compartilhar

Comentários

Seu endereço de email não será publicado

Posts Relacionados